Dia de cão na política


Parodiando o título do filme “ Um dia de cão”, estrelado pelo ator Al Pacino, ontem, em Manaus, vivenciamos um dia caos na política. Primeiro, o prefeito Artur Neto é internado em uma unidade de terapia intensiva após ter contraído Covid-19 e, depois, o desencadeamento da “Operação Covidão” pela Polícia Federal que prendeu suspeitos de terem participado de um esquema de compras de respiradores mecânicos com preços superfaturados pelo Governo do Amazonas. Embora esteja sendo alvo de investigação, o governador Wilson Lima (PSC/Am), não foi incluído na relação de presos, mas sua casa foi visitada pelos agentes federais. No início da noite de ontem, Wilson Lima distribuiu vídeo declarando que espera “que tudo fique esclarecido”. Foi um Deus nos acuda nos bastidores dos governos do estado e município.

NOTÍCIA RUIM

A Assessoria de imprensa da Amazonas Energia informa que a partir de hoje (01/07), está suspensa a isenção do pagamento da conta de energia de clientes com consumo de até 220 KWA incluindo a Tarifa Social. A partir de hoje, as faturas emitidas para esses clientes consumidores retornam normalmente aos descontos concedidos antes da Medida Provisória nº 950/2020. Isso é notícia ruim, pois em tempo de pandemia o Governo Federal poderia esfolar menos a pele da gente.

MUDANÇA DE ROTA

A partir de hoje, o motorista que for utilizar como caminho a rua João Alfredo, no bairro de São Geraldo, terá sentido de direção invertido. A mudança no tráfego ocorre para viabilizar o novo retorno de quem sai do bairro de São Jorge em direção à zona Norte, passando pela avenida Constantino Nery. O novo retorno ocorre sem a interferência de semáforos e com mais segurança. Toda área está sendo sinalizada com placas de orientação e de regulamentação de trânsito.

REPÚDIO AO RACISMO

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Seccional do Amazonas, através da Comissão de Igualdade Racial, distribuiu nota manifestando repúdio à prática dos crimes de lesão corporal e injúria racial perpetrados contra Dayse de Oliveira Brilhante e Letícia de Oliveira Brilhante que foram agredidas nas dependências do Condomínio Jardim Sakura, em Manaus. As vítimas acusam familiares do ex-comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Fernando Paiva Pires. As denúncias sobre as agressões estão sendo apuradas pela Polícia Civil e a OAB acompanha o caso.

DANIELA ASSAYAG

A secretária de Comunicação do Governo do Amazonas, jornalista Daniela Assayag, negou, em entrevista hoje à tarde, na sede do Centro de Controle Integrado que tenha participado de alguma forma no esquema de venda de respiradores mecânicos para a Secretaria de Saúde do Amazonas (SUSAM), que motivou a prisão,ontem, pela Polícia Federal, da secretária de Saúde, Simone Papaiz e mais sete pessoas, entre elas empresários e servidores da referida secretaria.
Daniela foi categórica ao afirmar que convocou a coletiva de imprensa não na condição de membro do governo, e sim, em caráter pessoal, uma vez que o marido dela, médico Luiz Carlos Avelino Junior foi citado como sócio oculto da empresa Sonoar acusada de ter vendido os equipamentos à SUSAM.

A secretaria disse que na verdade tinha conhecimento da relação do marido com os sócios da empresa Andrade e Mansur Comércio de Materiais Hospitalares Ltda, através de um contrato de promessa de compra e venda de uma quota societária, e que a mesma foi comprada em parcelas mas que o nome de Luiz Carlos Avelino não chegou a figurar no CNPJ ou contrato social em virtude do mesmo ter desistido do negócio antes da compra dos respiradores. “ O meu marido não tem nenhum vinculo comercial ou de participação nessa empresa”, afirmou a secretária de comunicação.

COVID-19

O Amazonas diagnosticou mais 1461 casos de Covid-19 nesta quarta-feira, sendo 15 casos confirmados por exame de biologia molecular RT-PCR, que detecta caos novos qu estão entre o terceiro e o sexto dia de sintomas da doença, e 1.446 por testes rápidos, com datas de sintomas entre oito a sessenta dias, totalizando 72.284 confirmados do novo coronavírus no estado, segundo Boletim Epidemiológico consolidado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here