3ª Expedição Cultural será realizada entre outubro e novembro no interior do AM

Programação já inicia na próxima segunda-feira (18/10) com espetáculos e oficinas

A terceira edição da Expedição Cultural, iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, será realizada entre outubro e novembro, com espetáculos, oficinas e exibição de curtas-metragens. A programação terá duas fases, iniciando nesta segunda-feira (18/10), em Itacoatiara. O projeto faz parte do programa +Cultura, um pacote de ações voltadas à cultura e à economia criativa, anunciado pelo governador Wilson Lima.

Além de Itacoatiara, o roteiro da “Expedição” ainda passará pelos municípios de Itapiranga, Silves, Urucará e Careiro da Várzea, na primeira fase, entre 18 de outubro e 25 de outubro. Na segunda fase, que acontece entre 6 de novembro e 25 de novembro, serão incluídos os municípios de Coari, Tefé, Alvarães, Uarini, Tabatinga e Benjamin Constant.

“Voltamos mais uma vez com este projeto que é dedicado ao interior do Amazonas, proporcionando acesso a espetáculos e também a ações formativas que despertam o interesse pela arte e pelas profissões da cadeia produtiva da cultura e economia criativa, além de descobrir jovens talentos e comunidades artísticas que temos em nossos municípios”, declara o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

Programação – Na primeira fase serão apresentados os espetáculos “Giorgina”, de Eric Lima, “Ensaio Geral”, de Klindson Cruz, e “Tela”, de Ingrid Frazão, que terão classificação livre. As oficinas serão de Elaboração de Projetos Culturais, com Taciano Soares, de Teatro de Papel, com Eric Lima, de Improvisação de Dança, com Ingrid Frazão, e Noções de Língua Brasileira de Sinais (Libras), com Marcelo Costa.

Para o ator e diretor, Taciano Soares, um dos benefícios da iniciativa é o intercâmbio entre artistas da capital e do interior. “A troca de experiência engrandece as duas partes e assim podemos conhecer um pouco mais os artistas dessas cidades. Esse intercâmbio é saudável e necessário porque fortalece o todo, ampliando para as múltiplas possibilidades que o Amazonas de fato possui. Todo mundo ganha nessa troca”, explica.

A programação também inclui os curtas-metragens “A Bela é Poc” (20 minutos, classificação 16 anos), “Enterrado no Quintal” (15 minutos, classificação 14 anos ) e “Terra Nova” (22 minutos, classificação 14 anos), além da exposição móvel “Olhares de Cena”, da fotógrafa Larissa Martins, com registros da produção teatral em Manaus de peças com foco na diversidade sobre mulheres, comunidade LGBT+ e pessoas negras.

O Programa Mania de Ler, iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa para incentivar a leitura de diversos públicos, também estará na “Expedição”. Serão doados kits com caixas estantes e livros para os municípios. Também haverá a distribuição do livro “Públicos do Teatro em Manaus”, de Taciano Soares, às bibliotecas municipais.

FOTO: Divulgação (espetáculos) e Marcio James (Mania de Ler)